Nosso Artigo

O que é marketing digital orgânico e como atrair clientes através dele?

O que é Marketing Digital

Entenda o que é o marketing digital orgânico e por que ele é comprovadamente primordial para a sua estratégia digital

É provável que, neste momento, você tenha chegado até este texto através do marketing digital orgânico, e esse fato é indispensável para você compreender o conceito dessa metodologia.

Milhares de milhões de pessoas buscam diariamente por soluções para suas dúvidas e problemas nos motores de busca, como o Google, e essa é a movimentação que torna o tráfego orgânico um dos principais mecanismos para atrair relevância e conversão nas suas estratégias.

A seguir, você vai compreender de maneira simples, direta e objetiva:

  • O conceito de marketing digital orgânico;
  • A diferença entre tráfego espontâneo e tráfego pago; e
  • O motivo para essa estratégia ser tão importante na captação de clientes por meio das suas estratégias de marketing.

Aproveite a leitura e anote tudo, afinal, as informações que virão adiante farão toda a diferença no seu negócio!

O que é marketing digital orgânico?

Em primeiro lugar, todo o tipo de acessos que uma página digital recebe (site, blog, landing page…) é chamado de tráfego. 

Sendo assim, é importante compreender que essa movimentação não é boa apenas para gerar mais indicativos de que o seu negócio está crescendo, mas, também, para promovê-lo por meio dos mecanismos de busca, uma vez que ele ganha mais relevância e, consequentemente, notoriedade na rede.

De maneira resumida — e nós dissemos que seríamos simples, objetivos e diretos —, o tráfego orgânico é aquele que o seu site recebe sem a necessidade de investimento para captação. Ou seja, ele é gerado através de pesquisas nos motores de busca, sem usar qualquer tipo de anúncio pago como metodologia de atração.

É simples entender

O usuário tem uma dúvida ou problema que precisa sanar → ele faz uma pesquisa no Google → o motor de busca analisa as páginas mais relevantes sobre o assunto → o resultado da pesquisa é apresentado de maneira orgânica, levando em conta as palavras-chave e a densidade de informações contidas no material.

Fácil!

Mas, se existe a possibilidade de atração sem custo, por que pagam para isso?

Leve em conta que, segundo uma pesquisa de 2015 — sim, ela é antiga  — feita pela Internet Live Stats, existem aproximadamente 936.000.000 (milhões) de sites ativos na rede. Agora, imagine ter que competir diretamente com alguns deles que já conquistaram a relevância necessária para atrair público de maneira orgânica… difícil, não?

Então isso significa que você não deve investir em tráfego orgânico?

Longe disso!

Existem muitos motivos para você focar em atrair as pessoas de maneira espontânea e, acredite, isso gera muito mais notoriedade e relevância, veja alguns deles:

  • As pessoas confiam mais em resultados que não são taxados como “anúncio”;
  • Ter resultados na primeira página do Google — principalmente na posição 0 — pode aumentar em até 100% suas chances de conversão;
  • Investir em marketing digital orgânico diminui os custos de palavras-chave quando você decidir fazer campanhas;
  • Não adianta fazer um anúncio se o seu site não tiver informações relevantes o suficiente para segurar o usuário;
  • Mesclar estratégias de tráfego pago e tráfego orgânico é a melhor maneira de diferenciar o seu negócio e atrair um número exponencialmente maior de possíveis clientes — os chamados “leads”.

É claro que existem outros motivos, mas, pelo menos neste momento, esses são os mais importantes para você!

Como produzir conteúdos interessantes para serem exibidos nos motores de busca?

Dentre os 936 milhões de sites existentes, é possível que ao menos 50% deles estejam focados em produzir conteúdos de valor para os seus clientes, mas então, por que nem todos alcançam bons resultados?

Existem 3 pontos indispensáveis se você quer bons resultados sem precisar pagar mais por eles:

Palavras-chave

Este é um termo que você provavelmente já conhece, mas, caso não, a gente explica.

Palavras-chave são termos utilizados nas pesquisas dos usuários da web, elas norteiam a análise dos mecanismos de busca para exibir os melhores resultados.

Dentre as principais análises feitas para hierarquizar os conteúdos, estão:

  • Volume de palavras-chave no conteúdo: a quantidade de vezes que elas se repetem, podendo alcançar um volume máximo de até 3% do conteúdo completo;
  • Volume de busca da palavra-chave escolhida: antes de criar um conteúdo, todos nós utilizamos um mecanismo conhecido como “planejador de palavras-chave do Google” que serve tanto para o tráfego pago, apresentando os custos de cada termo utilizado, quanto para o tráfego orgânico, apresentando a quantidade de pessoas que pesquisam por essa keyword num determinado período de tempo;
  • White hats e black hats: estes termos se referem às práticas aceitáveis, ou não, usadas tanto na produção do conteúdo (como enchê-lo de palavra-chave para ganhar mais relevância, no caso das black hats) quanto na adaptação dele para os motores de busca.

Termos de busca

Os termos de busca se relacionam diretamente com as palavras-chave, contudo, eles dizem respeito não apenas ao cerne da informação pesquisada, mas, sim, à maneira que o usuário digita ou fala para encontrar um resultado relevante.

Sendo assim, é visível que não vale apenas escolher a keyword certa, é necessário estudar a maneira como o seu público-alvo costuma fazer pesquisas e, a partir disso, adaptar seu conteúdo.

Qualidade do conteúdo

Imagine pesquisar sobre gestão empresarial e encontrar um artigo falando sobre os benefícios do limão na sua vida apenas porque a palavra-chave e o termo de busca aparecem no texto… isso seria frustrante, não é?

Sendo assim, como forma de evitar frustrações para o usuário e fornecer os melhores serviços possíveis, os algoritmos dos mecanismos avaliam, também, a qualidade e densidade do conteúdo, procurando compreender se eles são, ou não, capazes de entregar uma resposta clara para a pergunta específica que fora feita no momento da pesquisa.

SEO

Aqui temos um dos pontos mais importantes do marketing digital orgânico, uma vez que não adianta de nada fazer todo o processo citado anteriormente se ele não aparecer no Google.

O SEO (Search Engine Optimization) é um composto de práticas feitas após a publicação do conteúdo para que, assim, seja possível adaptá-lo da melhor maneira possível e torná-lo relevante aos motores de busca.

Ele se baseia em uma série de metodologias que vão desde o back-end (código da página) até mesmo à forma de escrita do conteúdo ou da forma falada em um vídeo.

Interessante, né?!

Mas, e então, o que achou deste artigo? Esperamos que ele tenha sido útil para você e que tenha sanado suas dúvidas quanto ao que é e como funciona o marketing digital orgânico.

Sendo assim, se você estiver procurando uma maneira de garantir que sua empresa será encontrada por potenciais clientes e, é claro, uma forma de garantir que a conversão aconteça, basta clicar no botão verde que aparece no canto inferior direito da sua tela e falar com um dos nossos especialistas. Pode acreditar, eles vão saber o que fazer para garantir um futuro próspero para o seu negócio através do marketing digital orgânico.

A internet espera por você!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp

Posts Recentes:

Recomendado só para você!
Uma estratégia digital e presença digital são duas coisas diferentes,…
Abrir Chat
Olá, gostaria de falar com a gente, sem compromisso, sobre a estratégia ideal para o seu negócio?