Skip to content

Marketplace: 5 motivos para não usar

Marketplace 5 Motivos Para Nao Usar

O marketplace tem sido um grande aliado ao comércio eletrônico, contribuindo para um expressivo aumento nas vendas B2C, principalmente.

Todavia, ele também pode ser não tão vantajoso, visto que os lojistas ficam condicionados às suas regras de uso e à disponibilidade de data centers.

Então, para quem está em dúvida se o marketplace deve fazer parte das suas estratégias de vendas online, é bom estar inteirado sobre as suas desvantagens.

Continue a leitura deste post e conheça 5 motivos para não usar o marketplace. Aproveite.

1 – Taxas e Comissionamento sobre as vendas

Para fazer uso do marketplace, é necessário desembolsar um percentual sobre cada venda realizada, variando entre 9% a 30%, dependendo da plataforma.

Como se isso já não bastasse, faz parte da política de uso dos marketplaces a cobrança de taxas para fins de manutenção no sistema e campanha de marketing.

Dependendo do caso, esse fator pode ser decisivo para não fazer uso do marketplace.

2 – Vendas condicionadas

Embora a maioria das plataformas de marketplace contem com recursos tecnológicos de altíssima ponta, falhas podem acontecer.

Portanto, caso aconteça do servidor ficar indisponível, como ocorrido com a Amazon em dezembro de 2021, isso acarreta sérios prejuízos financeiros.

E os problemas podem variar entre instabilidade em sites de vendas até prejuízos mais graves, caso avarie o sistema de pagamento.

Além disso, caso o gestor da plataforma decidir encerrar as atividades, o canal de vendas também é encerrado.

3 – Restrição da marca

Quando a intenção é promover a marca para construir autoridade no mercado, em um primeiro momento, pode ser melhor evitar o marketplace.

Ainda mais nos casos em que a plataforma ainda não é tão conhecida e nem possua robustez tecnológica suficiente para evitar falhas no sistema.

Somado a isso, também tem a questão do enfraquecimento da marca, visto que o consumidor associa o produto à marca da plataforma, muitas vezes.

4 – Dificuldades para efetuar a compra

No mundo imediatista em que vivemos, a agilidade nos processos é item básico para vender online.

Todavia, nem sempre essa premissa é considerada, pois algumas renomadas marcas de marketplace exigem demasiados procedimentos para um simples login na plataforma.

Exemplo disso é a exigência de o consumidor ter um chip de celular ativo para conseguir acessar a plataforma para fazer suas compras.

Ou ainda, exigir que o consumidor baixe o app da plataforma no celular, tornando o ato de comprar restrito ao aplicativo de compra.

5 – Concorrência alta

A concorrência alta é certa para quem se utiliza do marketplace para realizar vendas online, com isso, exigindo boas estratégias por parte do vendedor.

Outro ponto negativo neste item, é a necessidade de pautar os preços com base na oferta da plataforma, o que pode impactar na margem líquida de lucro.

E por hoje é isso, esperamos que essas informações tenham sido úteis para você decidir se deve ou não usar o marketplace como parte das estratégias de vendas.

E precisando de ajuda para fazer marketing, conte sempre com a Sagy Marketing Digital. Será um prazer ajudar você. 

ENTRE EM CONTATO

Classifique nosso post

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de um HELP?

Você está a um passo do sucesso instantâneo da sua empresa.
Ligue no (11) 98860-9134 ou solicite uma proposta via e-mail.

Recomendado para você
Para vender online, o ideal é criar uma loja virtual,…