Skip to content
Glossário

O que é: XSS (Cross-Site Scripting)

O que é: XSS (Cross-Site Scripting)===

XSS (Cross-Site Scripting) é uma vulnerabilidade comum encontrada em aplicações web que permite que um atacante injete códigos maliciosos em páginas web visualizadas por outros usuários. Essa técnica explora a falta de validação adequada dos dados de entrada, permitindo que scripts sejam executados no navegador da vítima. O XSS pode ser usado para roubar informações confidenciais, como senhas e cookies, redirecionar usuários para sites maliciosos ou até mesmo controlar completamente a sessão de um usuário.

Introdução ao XSS (Cross-Site Scripting): Definição e Conceitos Fundamentais

O XSS ocorre quando um aplicativo web não valida corretamente os dados de entrada fornecidos pelos usuários antes de exibi-los em uma página. Isso permite que um atacante insira código malicioso, geralmente na forma de scripts, que serão executados no navegador da vítima. Existem três tipos principais de XSS: armazenado, refletido e DOM-based.

O XSS armazenado ocorre quando o código malicioso é armazenado em um servidor e exibido para vários usuários em diferentes ocasiões. Por exemplo, um atacante pode inserir um script em um campo de comentário de um site de mídia social, que será exibido para todos os usuários que acessarem essa página.

O XSS refletido ocorre quando o código malicioso é injetado em uma solicitação e é refletido de volta para o usuário sem ser armazenado no servidor. Isso geralmente acontece quando um aplicativo web não valida corretamente os parâmetros da URL ou os dados enviados por meio de formulários.

O XSS DOM-based ocorre quando o código malicioso é injetado em uma página web e afeta o modelo de objeto do documento (DOM). Isso permite que o código manipule o conteúdo da página, alterando seu comportamento ou exibindo informações falsas para o usuário.

Tipos e Exemplos de XSS (Cross-Site Scripting): Vulnerabilidades e Impactos Potenciais

O XSS representa uma séria ameaça à segurança das aplicações web, pois pode permitir que um atacante execute qualquer código no contexto do navegador da vítima. Isso significa que o atacante pode realizar ações em nome do usuário, acessar informações confidenciais ou até mesmo controlar completamente a sessão do usuário.

Um exemplo clássico de XSS é quando um aplicativo web exibe comentários de usuários sem realizar a devida validação dos dados. Um atacante pode inserir um script malicioso como um comentário e, quando outros usuários visualizam essa página, o script é executado em seus navegadores. Isso pode resultar em roubo de cookies de autenticação, redirecionamento para sites maliciosos ou até mesmo a execução de ações indesejadas em nome do usuário.

Para prevenir o XSS, é fundamental que os desenvolvedores apliquem a validação adequada dos dados de entrada e implementem mecanismos de sanitização para evitar a execução de scripts maliciosos. Além disso, é importante manter-se atualizado sobre as melhores práticas de segurança e utilizar frameworks e bibliotecas que ofereçam proteção contra XSS, como o uso de contextos de escape apropriados ao exibir dados na página.

O XSS (Cross-Site Scripting) é uma vulnerabilidade que pode ter consequências devastadoras para a segurança de aplicações web. É essencial que os desenvolvedores estejam cientes dos diferentes tipos de XSS e implementem medidas de segurança adequadas para mitigar essas vulnerabilidades. Ao fazer isso, é possível proteger os usuários e garantir a integridade das informações transmitidas por meio de aplicações web.

Classifique nosso glossario

Precisa de um HELP?

Você está a um passo do sucesso instantâneo da sua empresa.
Ligue no (11) 98860-9134 ou solicite uma proposta via e-mail.

Recomendado para você
O que é: Xingar (em redes sociais)