Criador de site: 5 motivos para não usar

Criador de site

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Um criador de site pode ser muito útil para quem quer criar o seu próprio site sem ter muito trabalho. Mas será que ele serve para todos os casos?

Confira neste post quando um criador de site não é viável para usar em seus projetos. Bom proveito.

1 – Paga mas não leva

O criador de site é uma ferramenta que as plataformas de hospedagem de sites disponibilizam para seus clientes criarem conteúdos por meio dele.

Contudo, isso não confere os direitos autorais de criação do site, mesmo que o site tenha sido desenvolvido por um programador profissional.

Portanto, ao utilizar um criador de site, é preciso ter em mente que você é dono apenas do conteúdo próprio; textos, imagens, vídeos carregados no site.

Além disso, também existe a possibilidade de outros usuários utilizarem logomarca semelhante à sua, visto que são criadas com a mesma ferramenta, a qual dispõe de recursos limitados.

2 – Não permite a migração do site

A proprietária do criador de site restringe o seu uso apenas para a sua própria plataforma, visto que ela possui os direitos autorais do site.

Com isso, não existe a possibilidade de migrar o seu “suposto site” para outras plataformas de hospedagens, a não ser o conteúdo autoral.

Isso pode se tornar num grande empecilho, pois nem sempre os serviços da plataforma possuem a qualidade esperada, restando buscar alternativas melhores.

O problema é que isso toma tempo e dinheiro, considerando que será necessário criar um novo site do zero, e sem a possibilidade de manter o mesmo design.

3 – Design limitado

Ao utilizar o criador de site, é necessário se conformar com as opções que a ferramenta disponibiliza para criar o design do site.

Algo que não é tão legal, visto que a marca de uma empresa tem papel singular na construção da sua autoridade e reputação no mercado.

Isso porque o criador de site é uma ferramenta que se baseia em modelos prontos, sendo poucas as alterações que permite fazer na estrutura do site.

Neste ponto, para quem quer criar um site totalmente personalizado, o criador de site, definitivamente, não é recomendado.

4 – SEO limitado

Antes de decidir por usar um criador de site, avalie a capacidade de entrega de resultados que conseguirá alcançar ao utilizá-lo.

Hoje, os sites precisam oferecer uma experiência agradável aos usuários, e também aos bots das páginas de busca.

Nesse sentido, um site desenvolvido em WordPress, por exemplo, está anos-luz à frente de um site desenvolvido a partir de um criador de site.

Visto que a ferramenta dispõe apenas de recursos básicos de SEO e otimização de páginas para mobile-friendly.

Portanto, impactando diretamente no tempo de carregamento da página, além do layout batido e sem muito encantamento.

5 – Blogs limitados

Por fim, outro motivo para não usar um criador de site é o recurso limitado do blog, algo que pode interferir na qualidade do conteúdo.

Contudo, o blog é uma importante ferramenta de marketing digital, considerando o seu potencial para alcançar o público-alvo na web.

Tenha um site profissional de alta performance. Clique aqui e fale com um especialista.

Classifique nosso artigo post

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Copy de anúncios

Copy de anúncios: como usar?

Qualquer pessoa que tenha um perfil em qualquer rede social certamente já foi atraída por uma copy de anúncios. E esse é o propósito. Atrair,

Recomendado só para você
Saber como usar serviços de marketing digital na internet tem…